Conjunções em Espanhol

As conjunções são palavras invariáveis que servem com nexo ou ligação entre as palavras ou frases de igual função.
As principais conjunções são as seguintes:
y, e, ni, que, o, u, pero, mas, aunque, sino, sin embrago, antes, a pesar de, con todo, así pues, así que, conque, es decir, luego, o sea, por esto, por consiguiente, pues, etc.
Uso das principais conjunções:
» y, e: unem elementos ou ideias semelhantes.
- y: une elementos ou ideias afirmativas. Exemplo: Me gustan las rosas y los claveles.
- y: quando a conjunção "y" encontra-se antes de uma palavra que começa em "I" ou "HI" troca-se a conjunção por "e". Exceção: Quando a palavra que começa por "HI" é um ditongo. Exemplo: Hielo (a conjunção "Y" não muda). Agua y hielo.
- ni: une elementos ou ideias negativas. Exemplo: No me gusta el ron ni la cerveza.
- Quando os elementos unidos estão antes de um verbo se usa ni...ni. Exemplo: Ni Mario ni Eduardo practican deportes.
- Quando há mais de dois elementos, coloca-se "ni" antes de cada um deles. Exemplo: Ni Ana, ni José ni Mario quieren comer pescado.
» o: une elementos alternativos ou indica aproximação.
Exemplo:
Escoge entre verduras o carnes.

- Quando a conjunção "o" encontra-se antes de uma palavra que começa em "O" ou ""HO" troca-se a conjunção por "u". Exemplo: Rosas u orquídeas. Mujer u hombre.
» pero, sino: unem elementos ou ideias contrárias. Algumas vezes estão separadas da frase anterior por uma pausa ou vírgula.
Exemplo:
Miguel no estudia mucho, pero aprueba.

- Usa-se sino depois de uma negação para corrigir ou esclarecer algo anteriormente dito.
Exemplo: Eduardo no es cubano, sino mexicano.

- Quando une frases se usa sino que.
Exemplo: No solo no vino, sino que tampoco llamó.
Classificação das conjunções:
Existem duas classes de conjunções: Coordenadas e Subordinadas.
Conjunções Coordenadas: estas conjunções relacionam elementos da mesma categoria sintáctica, que podem ser:

» Dois ou mais elementos de uma frase (dois sujeitos, dois objetos diretos, etc.).
Exemplo: Los libros y las revistas son importantes fuentes de información.
» Duas frases, que juntas, formam uma frase composta por coordenação.
Exemplo:
Terminé de cocinar y fui a ver la televisión.
As Conjunções Coordenadas se subclassificam em:

» Copulativas: indicam soma ou adição (y, e, ni).
Exemplo: Compré peras y manzanas en el mercado.
» Disyuntivas: fazem que os elementos relacionados sejam mutuamente excluídos (o, u). Exemplo: Me gustaría comer pescado o conejo.
» Adversativas: opõem total ou parcialmente os elementos relacionados (pero, mas, sino). Exemplo: No come mucho, pero está obeso.
» Distributivas: indicam que as ações se alternam por motivos lógicos, espaciais ou temporários (uno... otro..., aquí... allí, bien... bien..., ya... ya..., etc.) Exemplo: Unos cantan, otros bailan.
Conjunções Subordinadas: estas conjunções somente unem duas ou mais frases que formam uma frase composta por subordinação. Nas frases compostas subordinadas existem uma frase principal (independente) e uma (ou mais) frases subordinadas (sintaticamente dependente da frase principal).
As Conjunções Subordinantes se subclassificam em:

» Completivas: a frase subordinada é o objeto direto do verbo principal (que, si).
Exemplo:
Me prometió que iría a mi fiesta.

» Causales: unem a frase subordinada que expressa a causa da frase principal (porque, ya que, puesto que, como).
Exemplo:
No como mariscos porque soy alérgico.

» Consecutivas: unem a frase subordinada que expressa a consequência da frase principal (luego, así que, conque, de modo que, tan... que..., tanto... que...).
Exemplo:
Tanto gritó que se quedó sin voz.

» Comparativas: a frase subordinada se compara com a frase principal (así como, tal como, igual que, mejor que, peor que, tanto como).
Exemplo:
Corre como un lince.

» Finales: a frase subordinada expressa a finalidade do que diz a frase principal (para (que), a fin de que).
Exemplo:
Río para no llorar.

» Concesivas: a frase subordinada expressa uma restrição do que expressa a frase principal (aunque, si bien, por más que, a pesar de que).
Exemplo:
Aunque me lo prometa, ya no le creo.

» Condicionales: a frase subordinada expressa uma condição da que depende a frase principal (si, siempre que, con tal que, con sólo que).
Exemplo:
Con tal que no llueva, iremos a la playa.

» Temporales: une a frase principal com a subordinada que expressa tempo (cuando, después que, antes de que, mientras, tan pronto como, a medida que).
Exemplo:
Llegaron antes de que saliera el sol.

» De lugar: une a frase principal com a subordinada que expressa lugar (donde, adonde, de donde, por donde).
Exemplo:
La casa donde vivimos es grande.
» De modo: une a frase principal com a subordinada que expressa a maneira que a ação é realizada (como, según).
Exemplo:
Llegué como pude.