Pronomes Indefinidos em Espanhol

» Os Pronomes Indefinidos (pronombres indefinidos) são palavras que se referem à terceira pessoa do discurso, dando-lhe sentido vago (impreciso) ou expressando quantidade indeterminada. Tem um substantivo (antecedente) ao que fazem referência de forma imprecisa ou genérica.
Antecedente Pergunta-se com: Responde-se negativamente com:
Pessoas   alguien
  nadie
¿Hay alguien en casa?
(Há alguém em casa?)
No, no hay nadie.
(Não, não há ninguém)
Coisas   algo   nada
¿Hay algo para comer?
(Há algo para comer?)
No, no hay nada para comer.
(Não, não há nada para comer.)
Pessoas e coisas   alguno, alguna, algunos, algunas   ninguno, ninguna, ningunos, ningunas
¿Alguno de ustedes vio a Pedro hoy?
(Algum de você viu hoje a Pedro?)
¿Alguna de esas blusas me servirá?
(Alguma dessas blusas me servirá?)
Ninguno de nosotros lo vio.
(Nenhum de nós o viu.)
Yo creo que ninguna.
(Eu acho que nenhuma.)
Atenção:
» Os pronomes "alguno" e "ninguno" perdem a letra "o" final quando vão antes de substantivos masculinos singulares, mas esta forma não tem função de pronome e sim de adjetivo.
Exemplos:
¿Puedes prestarme algún libro?
(Pode me emprestar algum livro?)

No, no puedo prestarte ningún libro.
(Não, não posso te emprestar nenhum livro.)
Usos dos pronomes indefinidos:
» O pronome indefinido "nadie" significa "nenhuma pessoa", usa-se somente para referir-se a pessoas, nunca a coisas ou animais. É uma forma negativa masculina que não possui plural e é o oposto do pronome "alguien", não precisa para sua construção outra negação, exceto se estiver depois do verbo na frase.
Exemplos:
Nadie vio al ladrón.
(Ninguém viu o ladrão.)

No había nadie en casa.
(Não tinha ninguém em casa.)
» O pronome indefinido "alguien" se usa somente para referir-se a pessoas, nunca a coisas ou animais. É sempre masculino, não possui plural e é o oposto do pronome "nadie".
Exemplo:
¿Hay alguien interesado en el curso?
(Há alguém interessado no curso?)
» O pronome indefinido "nada" se usa somente para referir-se a coisas. Expressa uma quantidade inexistente. É neutro e se opõe aos pronomes "algo, todo". Usa-se em frases negativas.
Exemplo:
No hay nada de comer en esta casa.
(Não há nada de comer nesta casa.)
» O pronome indefinido "algo" se usa somente para referir-se a coisas. Expressa um quantidade indeterminada. É neutro e se opõe ao pronome "nada".
Exemplo:
¿Hijo, quieres comprar algo?
(Filho, você quer comprar algo?)
» O pronome indefinido "alguno" se usa para referir-se a pessoas ou coisas de forma indeterminada, assim como suas variantes de gênero e número: "alguna, algunos, algunas". É o oposto do pronome "ninguno". O pronome "alguno" antes de substantivos masculinos singulares se apocopa em "algún", mas esta forma não tem função de pronome e sim de adjetivo.
Exemplo:
¿Alguno de ustedes vio mi libro?
(Algum de vocês viu meu livro?)
» O pronome indefinido "ninguno" se usa para referir-se a pessoas ou coisas de forma indeterminada, assim como suas variantes de género e número (ninguna, ningunos, ningunas). Opõe-se ao pronome "alguno". O pronome "ninguno" antes de substantivos masculinos singulares se apocopa em "ningún", mas esta forma não tem função de pronome e sim de adjetivo.
Exemplo:
Ninguno de nosotros vio el libro.
(Nenhum de nós viu o livro.)
Outros pronomes indefinidos:
» O pronome indefinido "cualquiera" é invariável, apocopa-se quando está antes de substantivos masculinos singulares em "cualquier", mas esta forma não tem função de pronome.
Exemplo:
Puedes comprar cualquiera de esos.
(Pode comprar qualquer desses.)
» O pronome indefinido "bastante" expressa uma quantidade indefinida e seu plural é "bastantes".
Exemplo:
No quiero más carne, ya tengo bastante en el plato.
(Não quero mais carne, já tenho bastante no prato.)
» O pronome indefinido "demás" expressa diversidade e é invariável. Quando está acompanhado pelos artigos "los, las" faz referência a pessoas, mas quando está acompanhado pelo artigo neutro "lo" faz referência a coisas.
Exemplo:
¿Dónde están los demás?
(Onde estão os demais?)

Ocúpate de comprar el pan que de lo demás me ocupo yo.
(Encarrega-se de comprar o pão que e o resto deixa comigo.)
» O pronome indefinido "quienquiera" se usa somente para referir-se a pessoas, assim como seu plural "quienesquiera". Hoje em dia não são muito usados.
Exemplo:
Quienquiera puede usar el baño.
(Quem quer pode usar o banheiro.)
» O pronome indefinido "demasiado" expressa uma quantidade indeterminada, possui as variantes de gênero e número "demasiada, demasiados, demasiadas".
Exemplo:
Trabaja 15 horas por día, pienso que es demasiado.
(Trabalha 15 horas por dia. Penso que é muito.)
» O pronome indefinido "poco" expressa uma quantidade indeterminada, possui as variantes de gênero e número "poca, pocos, pocas".
Exemplo:
- ¿Crees que es mucho zumo? - No, pienso que es poco.
(- Você acha que é muito suco? - Não, acho que é pouco.)
» O pronome indefinido "todo" expressa uma quantidade indeterminada, possui as variantes de gênero e número "toda, todos, todas".
Exemplo:
No quiero la mitad, lo quiero todo.
(Não quero a metade, quero tudo.)
» O pronome indefinido "uno" expressa uma identidade indeterminada que inclui a pessoa que fala. Tem o mesmo sentido em português que: "nós, a gente". Possui a variante de gênero "una".
Exemplo:
Uno nunca sabe qué esperar de una guerra.
(A gente nunca sabe o que esperar de uma guerra.)