La Bilirrubina - Juan Luis Guerra (Tradução da letra)

Your browser does not support video.

ESPANHOL PORTUGUÊS
Oye, me dio una fiebre el otro día Escuta, me deu uma febre no outro dia
Por causa de tu amor, cristiana Por causa de teu amor, cristiana
Que fui a parar a enfermería E fui parar na enfermaria
Sin yo tener seguro de cama Sem ter plano de saúde
   
Y me inyectaron suero de colores, hey E me injetaram soro de cores, hey
Y me sacaron la radiografía E me tiraram uma radiografia
Y me diagnosticaron mal de amores, uh E me diagnosticaram com mal de amores, uh
Al ver mi corazón como latía Ao ver meu coração como batia
   
Oye, y me trastearon hasta el alma Escuta, me trastejaram até a minha alma
Con rayos X y cirugía Com raio X e cirurgia
Y es que la ciencia no funciona É que a ciência não funciona
Sólo tus besos, vida mía Só teus beijos, vida minha
   
Ay negra, mira búscate un catéter, hey Ay negra, olha procura um cateter, hey
E inyéctame tu amor como insulina E me injeta teu amor como insulina
Y dame vitamina de cariño, ¡eh! E me dá uma vitamina de carinho, eh!
Que me ha subido la bilirrubina Que me subiu a bilirrubina
   
Me sube la bilirrubina (¡ay! me sube la bilirrubina) Me sobe a bilirrubina (ai! me sobe a bilirrubina)
Cuando te miro y no me miras (¡ay! cuando te miro y no me miras) Quando te olho e não me olhas (ai! Quando te olho e não me olhas)
Y no lo quita la aspirina (¡no! ni un suero con penicilina) E não adianta aspirina não (não! nem um soro com penicilina)
Es un amor que contamina (¡ay! me sube la bilirrubina) É um amor que contamina (ai! me sobe a bilirrubina )
   
¡Oye! Escuta!
   
Me sube la bilirrubina (¡ay! me sube la bilirrubina) Me sobe a bilirrubina (ai! me sobe a bilirrubina)
Cuando te miro y no me miras (¡ay! cuando te miro y no me miras) Quando te olho e não me olhas (ai! quando te olho e não me olhas)
Y no lo quita la aspirina (¡no! ni un suero con penicilina) E não adianta aspirina não (não! nem soro com penicilina)
Es un amor que contamina (¡ay! me sube la bilirrubina) É um amor que contamina (ai! me sobe a bilirrubina )
   
¡Oye! Escuta!
   
Me sube la bilirrubina (¡ay! me sube la bilirrubina) Me sobe a bilirrubina (ai! me sobe a bilirrubina)
Cuando te miro y no me miras (¡ay! cuando te miro y no me miras) Quando te olho e não me olhas (ai! quando te olho e não me olhas)
Y no lo quita la aspirina (¡no! ni un suero con penicilina) E não adianta aspirina não (não! nem soro com penicilina)
Es un amor que contamina (¡ay! me sube la bilirrubina) É um amor que contamina (ai! me sobe a bilirrubina )
   
Ay negra, mira búscate un catéter, hey Ay negra, olha procura um cateter, hey
E inyéctame tu amor como insulina E me injeta teu amor como insulina
Vestido tengo el rostro de amarillo Vestido tenho o rostro de amarelo
Y me ha subido la bilirrubina Que me subiu a bilirrubina
   
Me sube la bilirrubina (¡ay! me sube la bilirrubina) Me sobe a bilirrubina (ai! me sobe a bilirrubina)
Cuando te miro y no me miras (¡ay! cuando te miro y no me miras) Quando te olho e não me olhas (ai! quando te olho e não me olhas)
Y no lo quita la aspirina (¡no! ni un suero con penicilina) E não adianta aspirina não (não! nem soro com penicilina)
Es un amor que contamina (¡ay! me sube la bilirrubina). É um amor que contamina (ai! me sobe a bilirrubina).