Fonética do Espanhol

(+) Mostrar menu
Fonética: Exemplos:
» O "c" (la ce), quando acompanhado de "e" ou "i" (exemplo: ce, ci), pronuncia-se, só na Espanha, como o " th" do inglês na palavra "with". » CE: celular, centena, ceja, celda, cebo, cerebro, cebolla, celebrar, cemento.
» CI: ciruela, cinta, cigarrillo, circo, círculo, cinco, cine, cinc, cinturón, circular, cisne.


» O "ch" (la che) corresponde ao som formado em português pelas letras "tch". » CH: muchacho, charco, chemeco, Che, chillar, china, chorra, chorrear, chucho, chuflar.
» O "g" (la ge), quando acompanhado de "e" ou "i" (exemplo: ge, gi), é gutural, parecido com o "r" dobrado do português. » Gi: gitano, gira, girasol, gigante, girar, gimnasio, ginecólogo.
» Ge: género, geólogo, geografia, genital, genio, gente, gemelo.


» O "h" (la hache), jamais é pronunciado em espanhol. » H: habanero, habano, haber, hueco, huella, hilo.
» O "j" (la jota), tem um som aproximado ao do "r" em português, porém menos gutural. » J: jabón, jardín, jaula, jirafa, joroba, juego, joyas, judío.
» O som correspondente "ll" (la elle), em português é "lh"; porém em pouquíssimos lugares é pronunciado desta forma.
Dependendo do país, essa letra pode ter quatro sons diferentes. Exemplo: calle (= rua) pronuncia-se "cadje" no México e em alguns países da América Central; na Argentina, Uruguai e regiões limítrofes pronuncia-se "caje" ou "cache"; na Espanha e em alguns países da América Latina pronuncia-se "cáie".
» LL: llanto, llano, llanura, llema, lleno, llanta, lluvia, llover, llorar, llanero, llavero.
» O "ñ" (la eñe) pronuncia-se como "nh" português. » Ñ: año, antaño, acompañar, acuñar, añoso, aguileño, alfeñique.
» O "q" (la cu) nunca vai seguido de "a" ou "o". Portanto para dizer "quadro", "quatro", "quando", etc, deve-se utilizar o "c" (la ce) . Exemplo: cuadro, cuatro, cuando, etc. » Q: pequeño, requisito, quemadura, queso, quiste, paquete.
» O "r" (la erre), é vibrante e não é pronunciado guturalmente. Forma-se por meio da língua que vibra ao interromper a passagem do ar. » R: rosa, Ramón, rama, rata, Roma, roca, ramo, raro.
» O "s" (la ese), sempre tem o som de dois "s". Por exemplo: paso (pronuncia-se passo). É por este motivo que jamais se utiliza "ss" no espanhol escrito. » S: sal, salchicha, salud, secreto, sed, sierra, socorro, sudor, suerte.
» O "v" (la uve) pronuncia-se em espanhol como a letra "b" (la be) cujo som corresponde ao "b" português. Exemplo: vaso (= copo) pronuncia-se "basso".
Quando esta letra se encontra entre duas vogais o som da mesma deixa de ser explosivo para tornarse muito suave. Pronuncia-se, nesse caso, com os lábios entreabertos.
» V: vaca, vacuna, vecino, vejez, vidrio, voz, volcán.
» O "x" (la équis) tem um único som correspondente ao do "x" português da palavra "táxi". Exemplo: xílofono (= xilofone) pronuncia-se "csilôfono". » X: México, experto, léxico, xenofobia, sexo, éxito.
» O "y" (la ye) pronuncia-se, com exceção do som "lh", da mesma forma que a letra "ll" (la elle) com as variações correspondentes aos diferentes países (acima especificados). » Y: yoga, yate, yeso, yo, yuca, yegua.
» O "z" (la zeta), em toda América Latina, pronuncia-se sempre como dois "s" em português.
Na Espanha o som corresponde ao "th" do inglês na palavra "with".
» Z: zapato, zona, zorra, luz, capaz, cazador, jez, pez.